Comprando seu cavalo

1 04 2008

Amigos da Courage,

Primeiro precisamos pensar que o cavalo é um ser vivo que necessitará de atenção, carinho, boa comida, espaço, exercícios freqüentes, etc. E tudo isto nos custará duas coisas fundamentais: tempo e dinheiro. Mas também nos trará grande satisfação. Se estamos decididos a assumir esta responsabilidade, devemos agora responder algumas perguntas básicas que nos ajudarão neste planejamento:·          Qual o montante de dinheiro que temos disponível para a compra do cavalo?
Vale sempre lembrar que não podemos considerar todas as nossas economias para a aquisição, pois teremos custos depois de comprar o animal como transporte, exames, guia de transporte, etc.

·          Qual a quantia que podemos gastar mensalmente para a manutenção deste animal?
Aqui temos que ser honestos, deixando um pouco a paixão de lado, para calcularmos todos os gastos que teremos, incluindo hospedagem, alimentação, ferrageamento, veterinário e qualquer outra eventual despesa que possa fazer parte da nossa planilha.
·          Qual o uso que pretendemos fazer deste animal?
Passeio, hipismo, alguma outra modalidade eqüestre, etc.
Esta resposta influenciará bastante na escolha da raça que queremos.Basicamente temos opções de hospedagem que vão desde R$ 100 até algumas opções em centros de treinamento que chegam a custar mais de R$ 1 mil, pois incluem treinadores, ferragens e outros cuidados mais indicados para cavalos atletas ou de exposição. Nos custos mais baratos normalmente a opção são os pastos ou cocheiras coletivas e todos os outros custos são cobrados a parte. Só para se ter uma idéia, uma ferragem simples está por volta de R$ 50.

As raças mais adequadas para esta modalidades são:

Passeio
Mangalarga, Mangalarga Marchador, Campolina, Pôneis e os nossos famosos S.R.D (Sem Raça Definida), os cavalos comuns, sem raça.

Hipismo
Brasileiro de Hipismo, Anglo-Árabe, Árabe, Sela Francesa, etc.

Modalidades Western
Nessas modalidades (tambor, baliza, laço, team penning, etc.) se destacam os cavalos Quarto de Milha, Paint Horse, Appaloosa e os seus derivados.

Enduro
Árabe
Observação: No futuro detalharemos mais as características de cada uma das raças destacadas acima.Depois de definida a verba que temos e qual o uso que pretendemos dar ao cavalo, lá vamos nós às buscas.Comece pelos sites da Internet como o www.mercadodecavalos.com.br e www.mercadohorse.com.br não deixando de fora também as comunidades do Orkut que falam sobre as raças de cavalo e modalidades, pois as vezes encontramos bons negócios na rede.

Não se assuste, os anúncios na Internet às vezes têm os preços inflacionados, o mercado de cavalos real tem opções a partir de R$ 300. Também não se iluda com preços muito baixos, pois as parcerias com os cavalos são duradouras.

Se você está começando, sempre é válido o acompanhamento de uma pessoa do meio e o exame pré-compra feito por um veterinário evita surpresas e dá uma tranqüilidade de não estar comprando “gato por lebre”.

AVALIANDO VOCÊ MESMO
Faça uma observação do aspecto geral: sem tocar o animal, avaliar inicialmente a cabeça; o olhar deve ser alegre, que não denote sofrimento ou cansaço e sim olhos brilhantes que demonstrem vivacidade. Simetria: não pode haver diferenças, tais como um joelho ou canela maior do que o outro. Inchaços ou saliências no lombo ou garupa; joelhos pelados indicam que o animal tropeça; cascos rugosos ou rachados demonstram sofrimento de enfermidades anteriores; pêlos brancos no lombo podem identificar lesões ocasionadas por arreios duros.Se você busca um animal para montaria, é preciso observar a colocação do freio; pode-se observar se ele nega ou aceita o ferro na boca; se levante em demasia a cabeça ou simplesmente não quer. Se a operação como um todo ocorreu sem maiores dificuldades, isto indica que o animal está habituado aquela situação.

Uma vez encilhado, podemos testar o andar do cavalo, como ele se comporta no momento de montar, andar ao passo, trote e galope, testando o grau de mansidão, cômodo, obediência. Sempre deixe a pessoa que irá conduzir o animal experimentar o mesmo. É importante ver como o conjunto se portará, como será química e mesmo se não se trata de muito cavalo para o cavaleiro e o mesmo não consegue controlá-lo. (Trataremos deste tópico em um outro post futuro)

A avaliação dos aprumos também é fundamental, porque problemas desta natureza poderão representar defeitos que vão incidir na propulsão e sustentação. Peça para alguém cabrestear o animal em sua direção e o observe de frente, os posteriores e anteriores devem estar alinhados. Faça o mesmo para observar o cavalo de trás, pedindo que alguém o leve na direção contrária à sua.

Estas são apenas algumas dicas para lhe ajudar no momento de aquisição de um cavalo, quando se trata de uma compra para qualquer tipo de competição, morfológica ou funcional ou ainda para a criação, muitos outros aspectos precisam ser analisados.Acho estranho e comece a desconfiar se:

·          Você sentir que a pessoa quer empurrar o cavalo para você e não dá resposta convincente aos questionamentos que você está fazendo

·          Não deixarem você ver encilhar o cavalo. O ato de colocar a sela pode revelar muito do comportamento do cavalo, como por exemplo, se o mesmo dá coice, estira, rejeita a sela ou o freio.

·          O dono não quiser deixar o cavalo ser montado por um terceiro. Se o cavalo tiver algum defeito, o peão que é acostumado a lidar com o cavalo pode encobrir os seus defeitos.

·          O proprietário desaconselhe você a fazer um exame mais detalhado, feito por um veterinário, como por exemplo radiografar os membros do animal. Este tipo de exame é muito comum em cavalos atletas.

·          Não deixarem você ver o cavalo no dia seguinte ao teste. Caso o cavalo esteja com algum problema que acarrete dor, no dia seguinte provavelmente ele mostrará indícios como mancar ou retirar o membro quando tocado.Se você puder, faça uma prática que é muito comum nos EUA, mas ainda não muito difundida no Brasil que é o pagamento de metade na retirada do animal e o restante após algum tempo de uso, como 15 dias. Esta é uma boa forma de ter certeza que o cavalo se encaixa às suas necessidades, após um período de “test-ride”.

Um exame que acreditamos ser importante antes da compra é o de Anemia Infecciosa, doença que acontece nos eqüinos é altamente infecciosa e que demanda sacrifício dos animais, uma vez detectada. É um exame relativamente simples e que pode ser realizado pela maioria dos veterinários.

Estas foram as principais dicas para a compra de um cavalo por iniciantes. Aguarde as próximas colunas com “Compra de Animais Atletas para as Provas” e “Comprando um Cavalo em Leilão”.

Esquecemos de algo? Tem uma opinião diferente? Por favor, deixe um post.
Discussões nesses assuntos são grandes formas de aprendermos coisas novas.

Abração
Equipe Courage


Ações

Information

8 responses

1 06 2008
Leonardo

Um cavalo muito novo (3 anos), pode ter ser muito agitado, bardoso, algo assim? Ou ele é um cavalo como qualquer outro? Obrigado.

5 06 2008
blogcourage

Olá Leonardo,

Normalmente os cavalos mais novos são mais ariscos, um pouco mais agitados. Não que eles sejam bravos, porque isso depende da índole de cada cavalo, mas são cavalos que demandam um pouco mais de sensibilidade por parte de quem está montando.

É comum estes cavalos se assustarem com carros, sombras, barulhos de árvores, pisos diferentes, água, etc. Isso exigirá mais jogo de cintura e cautela do cavaleiro.

Nesta idade os cavalos também estão em fase de aprendizado e tudo o que resultar da relação homem x cavalo será incorporado à sua personalidade. Nesta idade toda paciência será bem vinda, pois não queremos adicionar vícios ou “bardas” aos novos cavalos. Como todos sabem, estes vícios depois de incorporados são difíceis de serem retirados.

Cuidado também com castigos ou maus tratos, pois como diria Monty Roberts, os cavalos nascem bons, o ser humano que as vezes os estraga. Castigos podem fazer com que cavalos sejam medrosos, assustados ou violentos quando puderem descontar o que fazemos com eles.

Para a sua dúvida, existe um ditado no mundo do cavalo que é uma das mehores sugestões que nós podemos dar:

– Para cavalo novo, cavaleiro velho (experiente)
– Para cavalo velho (manso), cavaleiro novo (inexperiente)

Ou seja, se você está começando agora neste mundo, uma das dicas que podemos dar é que você opte por um cavalo já mais velho, experiente, que será mais calmo e que poderá te ensinar muito mais coisas.

Esperamos ter ajudado.

Abraço
Equipe Courage

13 10 2008
beatriz pes

Estou comprando um cavalo para passeio, para mim ( tenho 28 anos) e para minha filha de 5 anos. Me ofereceram um manga larga de 3 anos, o treinador disse que deixa ele beeem mansinho pra nós. posso acreditar? Quero um cavalo dócil por que montei umas poucas vezes na vida ( mas amei, quero esta sensação denovo) e por que minha filha quer aprender a montar. Posso acreditar no treinador?
obrigada, Beatriz Pes

21 10 2008
blogcourage

Olá Beatriz,

É difícil opinar a distância, ainda mais sem conhecer o animal e o treinador.
De uma maneira geral eu te diria que este cavalo é muito jovem para as suas pretensões e não seria a melhor opção. Mas, julgar um animal a distância assim é complicado, pois já vimos cavalos novos que se portavam muito bem e calmamente.

Uma boa opção é sempre o “test drive” antes da compra. Se o treinador acha que o cavalo é o certo para vocês, saiam andar com ele, experimentem, façam todas as rotinas de cuidados, banho, colocação da sela para verificar se o cavalo realmente se adapta ao que vocês estão querendo.

Será fácil descobrir e nestas horas o bom senso é sempre o nosso maior balizador. Vocês logo descobrirão se é o cavalo certo.

Qualquer dúvida, estamos por aqui.

Abraço
Equipe Courage

20 11 2008
Marcos Cintra

Sou leigo em cavalos, mas pretendo criar quarto de milha existe algum orgão para me registrar como criador.
Em todas as pesquisas que já fiz este blog é o mais eficiente em dicas para iniciantes, parabéns….

26 11 2008
blogcourage

Olá Marcos,

Sem dúvidas a ABQM “Associação Brasileira do Cavalo Quarto de Milha” http://www.abqm.com.br é o seu lugar de início. Lá existem muitas informações que são indispensáveis para quem está querendo começar no mundo do Quarto de Milha.

Leituras em sites como o da Nossa Senhora de Lourdes, Blog dos Quartistas, http://www.aqha.com (AQHA) são sempre importantes para você se manter atualizado. As revistas especializadas do meio como Western Magazine, ABQM, Western Horseman (importada), AQHA Journal (importada) são sempre formas de estar em contato com as novidades e informações mais importantes deste lindo ramo. (estes links estão na nossa página principal)

De antemão, agradecemos o elogio e nos pomos à disposição para lhe ajudar no que for possível.

Abraço e mãos à obra
Equipe Courage

26 11 2008
blogcourage

Olá Marcos,

Sem dúvidas a ABQM “Associação Brasileira do Cavalo Quarto de Milha” http://www.abqm.com.br é o seu lugar de início. Lá existem muitas informações que são indispensáveis para quem está querendo começar no mundo do Quarto de Milha.

Leituras em sites como o da Nossa Senhora de Lourdes, Blog dos Quartistas, http://www.aqha.com (AQHA) são sempre importantes para você se manter atualizado. As revistas especializadas do meio como Western Magazine, ABQM, Western Horseman (importada), AQHA Journal (importada) são sempre formas de estar em contato com as novidades e informações mais importantes deste lindo ramo. (estes links estão na nossa página principal)

De antemão, agradecemos o elogio e nos pomos à disposição para lhe ajudar no que for possível.

Abraço e mãos à obra
Equipe Courage

1 12 2008
Matheus Vilela

comprei uma pordinha de 9 meses, a bixinha ja ta bem ‘ grandinha ‘.. trato ela com ração, milho, sal etc .. ja est bem manssinha nu cabresto, pego ela nu pasto facil, facil. mamou ate uns 7, 8 meses.. keria sabe kual idade certa q posso começar a amanssar ela na sela

Parabens pelo blog !
obrigado =)

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: