Triste Realidade

14 04 2008

(Post participando da Promoção Escreva e Ganhe)

 

Tenho observado em vários concursos de salto que participo uma triste realidade: cavalos mal trabalhados.


Não quero parecer pretensioso mas, essa é a verdade.


Em que pese a maioria deles seja destinada à escolinha ou para categorias fundamentais, os demais níveis também não fogem dessa constatação. São cavalos desequilibrados, com pescoço invertido, andaduras curtas, coluna arqueada e…faltosos!

 

Tenho visto também alunos excessivamente confiantes montando com pernas bambas, mãos inseguras e dando trancos enormes nas sensíveis bocas dos cavalos. Também não escapa da minha visão o uso de embocaduras cada vez mais pesadas para compensar a falta de postura do cavaleiro para dominar as andaduras do cavalo.


Tudo isso é reflexo da grande demanda que o Hipismo nacional vem sofrendo. Alguns criadores, alunos e professores têm sido pressionado por esta demanda e a consequência disso são cavalos precoces, alunos despreparados disputando provas e professores pulando etapas do ensinamento básico de equitação.


Vamos com calma! A prática do Hipismo requer tempo e paciência para que possamos formar cavaleiros de nível internacional e cavalos que dispontem no mercado europeu.

 

Nélio Carrara Filho

Cavaleiro amador e criador de cavalos

 

 


Ações

Information

One response

28 11 2008
Olivia Sikorski

Procurando o tema pastagens encontrei este site. Parabéns pelo site e principalmente pelo artigo sobre o despreparo dos cavalos de salto. Como amazona amadora de adestramento, mas convivendo com o salto, vejo a mesma coisa aqui no Paraná. Infelizmente parece que cavalos de salto são descartáveis, uma vez que, quando não atingem o objetivo de seus donos, são passados adiante, não sem antes serem “pinchados”, torturados, maltratados e mal treinados. Poucos instrutores tem paciência de formar a musculatura e o equilíbrio do cavalo, e recorrem aos meios mais rápidos para controlá-los, conforme citado no artigo. Cabe a nós, que temos um meio de comunicação, promover o bem estar dos animais em primeiro lugar.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: